quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Flor





Olha que a moça ta tão diferente
nasceu espinho nessa flor.
Qual foi a água que regou?

Olha como a raiz torceu o galho
e a pétala mudou de cor.
Qual foi a praga que rogou?

Tudo que eu queria era cuidar
tratar das pétalas do teu jasmim
e em ti poder me eternizar
fazer do teu colo meu jardim
pra te fazer florir.

Não sei se é ressaca ou orvalho
que deixa o meu rosto encharcado,
mas sei que a chuva veio morar dentro dos meus olhos

9 comentários:

  1. Essa aqui teve a contribuição do bom gosto de Larissa.

    ResponderExcluir
  2. Lindo demais Vinih! Parabéns pelas belas palavras!

    ResponderExcluir
  3. Menino lindo! adooooooorei a poesia...descobri seu blog por acaso, vagando na net...pense num mundo pequeno! rrsrsrsrsrs...bjoxxxxxxxxx lindo!

    ResponderExcluir
  4. as vezes a vida é triste mesmo... O bom é que vc sempre pode descarregar a tristeza no papel em poesia.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Cara, parabéns, muito bacanas esses textos, músicas, é Vinícius Cantor, né. Lá de naza Eu vi tu se apresentando no MEL esse ano e no outro. Parabéns, velho, segue em frente que tu tem muiito talento

    ResponderExcluir
  7. Eeeei, eu nem tinha visto q vc tinha falado da minha "contribuição" hehehehe =) foi tão pekenininha perto da beleza com q vc consegue colocar as palavras no papel q é até besteira me citar! hehehe! bjok

    ResponderExcluir